170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Biblioteca Alberto Nepomuceno

0
0
0
s2sdefault

 A Biblioteca Alberto Nepomuceno é um importante repositório de pesquisa musical no Brasil. Possui um acervo diversificado com partituras impressas, músicas manuscritas, livros, periódicos, dissertações, obras raras, material iconográfico, CDs, DVDs, além de um significativo acervo de documentação histórica, que resguarda parte da memória da Escola de Música.

A valiosa coleção da BAN (como a Biblioteca também é conhecida), vem sendo formada desde 1848, ano de fundação do Conservatório de Música, hoje Escola de Música da UFRJ. O conservatório foi a primeira instituição de ensino musical oficializada no período imperial com o objetivo de propagar o ensino da Música no Brasil e teve como seu principal fundador o músico Francisco Manuel da Silva, autor do Hino Nacional Brasileiro.

Devido aos cursos ministrados no conservatório, professores, alunos e instrumentistas traziam suas músicas e materiais de ensino, que eram doados ou mesmo esquecidos na instituição após o término dos estudos. Estes acervos foram se avolumando e a Biblioteca foi se desenvolvendo.

Ao ser proclamada a República, o Conservatório foi extinto, passando a chamar-se Instituto Nacional de Música (1890). Foi neste período que Leopoldo Miguez, primeiro diretor do Instituto, constatou a necessidade de realizar uma organização mais apropriada para o acervo da Biblioteca e, com isso, começou ele mesmo a registrar as primeiras obras. Ilustres personalidades da Música brasileira ajudaram de forma significativa no desenvolvimento da BAN: Delgado de Carvalho, Manuel Porto Alegre Faulhaber, Alberto Nepomuceno, Oswaldo Duque Estrada Guerra, João Otaviano Gonçalves, Guilherme de Mello e Luiz Heitor Corrêa de Azevedo, exerceram por alguns anos o papel de bibliotecários, desta forma, registraram obras, criaram os primeiros catálogos, adquiriram coleções e buscaram melhores instalações para o acervo, alguns doaram suas próprias músicas para a biblioteca. A ocupação das instalações no prédio de aulas da Rua do Passeio, em 1957, rendeu uma justa homenagem ao Músico Alberto Nepomuceno conferindo à Biblioteca o seu nome.

A BAN possui coleções especiais, algumas consideradas raras, entre elas podemos destacar: as obras Mauricianas, partituras do Padre José Maurício Nunes Garcia, considerado um importante músico e compositor da época do Brasil colônia e imperial; a coleção de partituras do Theatro São Pedro de Alcântara, expressivo teatro de ópera da cidade do Rio de Janeiro oitocentista; e a coleção de partituras manuscritas composta por obras de vários compositores, muitas originais e autografas. Destacamos também o acervo pessoal do maestro e compositor José Siqueira, e da regente e musicóloga Cleofe Person de Mattos.

Em 2017, a BAN teve suas obras originais do compositor Carlos Gomes registradas no Programa Memória do mundo da UNESCO, unida com outras instituições que tem sob custódia obras do compositor, elas integram o patrimônio documental “Carlos Gomes: compositor de dois mundos”.

A Biblioteca Alberto Nepomuceno faz parte do Sistema de Bibliotecas e Informação da UFRJ (SiBI), juntamente com outras 44 Bibliotecas da instituição, oferecendo serviços voltados para a comunidade acadêmica e atendendo pesquisadores de todo o mundo.

dezembro   2018
DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Próximos eventos

There are no up-coming events

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais