170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Sacra Vox celebra seus 20 anos

0
0
0
s2sdefault

O Sacra Vox, formado por alunos da Escola de Música da UFRJ e membros externos àUniversidade, completa, em 2018, 20 anos como Conjunto de Câmara da Escola de Música e 15 anos como Projeto de Extensão na UFRJ.

O conjunto de câmara foi criado, em 1998, pela Profa. Vera Prodan. Emjunho de 2003, o professor Jorge Armando, então seu Diretor Artístico, transferiu a responsabilidadeda direção do Conjunto à professora Valéria Matos, que havia acabado de ingressar por concurso no quadro dos professores efetivos da Escola de Música da UFRJ.

Essa responsabilidade, ao longo desses significativos números de anos, tem sido traduzida na divulgação da história da música sacra nacional, através do Projeto Panorama da Música Sacra Brasileira. A divulgação é configurada na forma de concertos, inclusive didáticos, gravações fonográficas, atividades de caráter científico e no estímulo a produção de obras deste gênero musical.

Assim, em seu extenso histórico de atividades de extensão dedicadas à música sacra brasileira, o Sacra Vox tem participado de festivais nacionais e internacionais e concertos em cidades do interior do Nordeste.

Dos registros da evolução deste gênero musical em gravações fonográficas, já são três os CDs. Um que abarca o repertório da música sacra brasileira do Século XVIII até metade do Século XX, outro com o repertório musical da primeira metade do Século XX e um terceiro com o registro da música sacra contemporânea, com obras de compositores da Escola de Música da UFRJ.

Ainda sobre estes registros, a Diretora Artística do Sacra Vox, Valéria Matos, informou que, atualmente, seus componentes se encontram envolvidos com a preparação do repertório sacro da segunda metade do Século XX. Repertório que em seu processo de preparação, cuida deste gênero musical em sentido amplo, não somente em razão de as normas do Concílio do Vaticano II conceder, aos compositores envolvidos com a produção de obras para o rito católico, permissão de utilização de elementos musicais oriundos da cultura popular, como também pela abordagem da música sacra de outras religiões, como por exemplo, as de origem afro. 

No que se relaciona ao trabalho de caráter artístico e científico de divulgação da música sacra brasileira, não se pode deixar de mencionar a Curadoria da Série Música Sacra de Todos os Tempos, desenvolvida pela coordenação do Sacra Vox,junto ao Setor Artístico da Escola de Música, bem como a realização, em 2017, do I Congresso Internacional de Música Sacra da UFRJ. Em consonância ao caráter científico e por ter a educação como um de seus objetivos, além de serem elaborados em dois idiomas, os encartes dos CDs do Sacra Vox são estruturados no viés do conhecimento enciclopédico musical, neles constando: letras das músicas das obras que os compõem, textos que informam sobre os compositores e contexto histórico dos respectivos períodos musicais. Razões que, seguramente, entre outras, fazem com que os registros fonográficos do Sacra Vox façam parte dos acervos de bibliotecas na América do Norte, na Europa e América do Sul. No calendário das comemorações do aniversário de 20 anos do Sacra Vox, diversos eventos estão programados.

Acontece no dia 27 de abril, o concerto Trajetórias na Série Música Sacra de Todos os Tempos.No programa serão apresentadas peças musicais de compositores que fizeram e fazem parte de nossa história musical. Assim, do período Colonial serão executadas obras de José Maurício Nunes Garcia e Manoel Dias de Oliveira. Do Século XIX e XX serão apresentadas obras de Henrique Oswald e Villa-Lobos e dos Séculos XX e XXI as composições de Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Ernani Aguiar e João Guilherme Ripper.

Com o tema Encontros pela Paz serão realizados dois encontros de coros com diferentes visões e abordagens da música sacra.

E tendo por temática A Unidade na Diversidade: o Canto como Exercício da Paz mesas-redondas estão programadas. Na segunda, que será realizada no dia 21 de setembro, será apresentada em 1ª audição mundial uma obra do compositor Daniel Moreira para coro, solo soprano e tenor, flauta, percussão e piano: Memento Mori.

dezembro   2018
DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Próximos eventos

There are no up-coming events

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais