170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Leo Gandelman e Trio Capitu agitam Música no Palácio

0
0
0
s2sdefault

Parceria do Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ) com a Escola de Música (EM), a série Música no Palácio destaca dois recitais para julho. Em parceria com a Academia Brasileira de Música (ABM), o Trio Capitu retorna dia 10 à Sala Multiuso para mais uma bela apresentação. No dia seguinte será a vez do renomado saxofonista Leo Gandelman em um concerto que promete agradar a todos.

 

  Foto: Reprodução
  leox600 trio_capitu_credito_leo_aversa

Os dois espetáculos acontecem às 19h. A entrada é franca com distribuição de senhas meia hora antes. Trio Capitu. O grupo, cujo nome remete à personagem feminina mais famosa de Machado de Assis, reúne três jovens instrumentistas com experiência em grande orquestras: Débora Nascimento (fagote), Janaína Perotto (oboé) e Sofia Ceccato. Bem recebido pela crítica e pelo público, desde que surgiu em 2012, foi finalista do Prêmio da Música Brasileira de 2016, na categoria "Revelação", pelo álbum de estreia Novos Ventos. No ano passado participou da abertura das comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro. Leo Gandelman. Artista múltiplo, compositor, arranjador e instrumentista versátil, transita do pop à música de concerto com a mesma desenvoltura. Gandelman escreveu belas páginas na história da MPB, participando de gravações antológicas em mais de mil discos de emblemáticos nomes da música brasileira. Seu icônico álbum Solar foi um marco, indicado para as categorias disco, música, arranjo, instrumentista e produtor do Prêmio Sharp. Solar vendeu mais de 100 mil cópias, marco para uma obra instrumental no Brasil. Com 30 anos de carreira solo, o artista é hoje um dos mais influentes músicos brasileiros e símbolo da boa música. Gandelman dedica-se também à produção audiovisual, tendo escrito diversas trilhas para cinema e TV. No concerto do CCMJ se apresenta acompanhado pelo pianista Eduardo Farias. Criado em 2011, Música no Palácio é coordenado por Sílvia Montes, diretora do Centro, e conta com a curadoria de Marcelo Jardim, Diretor Adjunto do Setor Artístico da Escola; A iniciativa, que já recebeu alguns importantes nomes da música brasileira e internacional, do "clássico" ao "popular", privilegia a produção de câmara lírica ou instrumental, contemplando formações instrumentais e estilos os mais diversos.

 

estrela SERVIÇO
Museu da Justiça-Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ). Antigo Palácio da Justiça. Rua Dom Manuel, 29, térreo. Centro. Rio de Janeiro - RJ. Telefones (21) 3133-3768 / 3133-3548.

 

 

Trio Capitu
10 de julho, às 19h Raul do Valle
Irerê - choro, versão para flauta, oboé e fagote (2017) Mário Tavares
Trio em forma de choro para flauta, oboé e fagote (1976)
1.Improvisando
2.Moda Antiga
3.Bate-papo a três - Fughetto Fructuoso Vianna
Seresta para flauta e fagote (1944) Mozart Camargo Guarnieri
Improvisação no 1 para flauta solo (1941) João Guilherme Ripper
Trio ao Vento, versão para flauta, oboé e fagote (2002)
  Leo Gandelman
11 de julho, às 19h Luiz Americano
Linda Erika Radames Gnattali
Primeiro movimento da Brasiliana no 7 Ernesto Nazareth
Pássaros em festa Villa-Lobos
A lenda do caboclo

Leo Gandelman e William Magalhães
Solar
Furuvudé Leo Gandelman e David Felman
Neshama Baden Powell
Lapinha Severino Araújo
Um chorinho em Aldeia Baden Powell
Canto de Ossanah

 

dezembro   2018
DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Próximos eventos

There are no up-coming events

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais